Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > ITI na Mídia > Certificado digital segue com o desafio de mostrar valor ao cidadão
Início do conteúdo da página

Certificado digital segue com o desafio de mostrar valor ao cidadão

Publicado: Segunda, 22 de Julho de 2019, 10h35 | Última atualização em Segunda, 22 de Julho de 2019, 10h48 | Acessos: 14

Em entrevista ao veículo Convergência Digital, o diretor-presidente do ITI, Marcelo Buz, comenta o desafio de popularizar o uso do certificado digital e levar ao cidadão a percepção de suas funcionalidades.

 Em que pese o uso corporativo, até para cumprimento das obrigações fiscais, a disseminação do certificado digital como uma ferramenta também das pessoas físicas continua a ser o desafio desse mercado. E para o novo presidente do ITI, o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Marcelo Buz, a superação desse desafio exige uma melhor comunicação dos benefícios da certificação digital.

“Hoje a gente tem o universo do CNPJ. O desafio é colocar o certificado digital nas mãos das pessoas. Entendemos que o certificado digital deve estar nas mãos de todos os brasileiros. Mas ao mesmo tempo o certificado digital foi até agora muito pouco explorado”, afirma o presidente do ITI.

Os números, ainda que em razoável crescimento recente, reforçam a interpretação de que o certificado digital é uma ferramenta concentrada nas pessoas jurídicas. Nos 12 meses encerrados em junho, foram emitidos 4.968.924 certificados digitais, 28,7% acima dos 12 meses anteriores. Em 2019, foram 2,6 milhões de certificados no primeiro semestre, alta de 26,7% sobre o mesmo período de 2018.

Vereador licenciado da gaúcha São Leopoldo, o presidente do ITI é formado em administração de empresas com especialização em marketing. E acredita que parte do desafio de massificação do uso da certificação digital entre os brasileiros deve ser encarado como um desafio de comunicação.

“Há uma questão de percepção. O certificado digital não tem percepção do uso, das funcionalidades. E estamos fazendo articulações junto à indústria da certificação digital no intuito de despertar neles a necessidade de trabalhar o posicionamento do certificado digital. E trabalhar os benefícios, explicar ao cidadão a gama de serviços que ele pode fazer com certificado digital”,

De sua parte, o ITI também trabalha para identificar quais os serviços públicos se valem da ferramenta. “Estamos fazendo um levantamento dos serviços que usam certificado digital. Já identificamos mais de 170 serviços públicos disponíveis de serem realizados através de um certificado digital. Fora o uso na iniciativa privada”, revela.

Cerca de 40 deles, como o sistema de atendimento da Receita Federal (e-CAC), do Banco Central (Bacenjud), ou do Departamento nacional de Trânsito, como a CNH Digital, já podem ser conferidos no site do ITI.

Fonte: https://www.convergenciadigital.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=51237&sid=16

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página