Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Índice de notícias > Comitê Gestor da ICP-Brasil aprova Instalações Técnicas Secundárias
Início do conteúdo da página

Comitê Gestor da ICP-Brasil aprova Instalações Técnicas Secundárias

Publicado: Terça, 19 de Setembro de 2017, 14h53 | Última atualização em Terça, 19 de Setembro de 2017, 14h53

Em reunião na manhã desta terça, 19, o Comitê Gestor da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – CG ICP-Brasil aprovou a regulamentação das Instalações Técnicas Secundárias no âmbito da ICP-Brasil. A proposta, bastante debatida pelos membros do comitê, foi acatada por unanimidade.

O coordenador do Comitê Luiz Carlos de Azevedo iniciou os trabalhos pedindo a anuência dos membros do Comitê Gestor para que o item de pauta sobre a assinatura digital dos termos de titularidade de certificados digitais fosse encaminhado à Comissão Técnica Executiva - COTEC, o que foi acatado por todos.

Em seguida, o diretor-presidente do ITI e secretário-executivo do Comitê Gastão Ramos falou sobre a intenção do Instituto ao trazer o tema para deliberação pelo Comitê. “Queremos garantir a segurança da ICP-Brasil, não interromper o trabalho dos entes da Infraestrutura. O sistema é democrático, mas deve ser guiado pelas normas e regras e não apenas por modelos de negócios”.

Durante o encontro, o diretor de Auditoria, Fiscalização e Normalização do ITI Rafaelo Abritta apresentou detalhes técnicos e jurídicos da proposta, como a transformação dos atuais pontos de atendimento em Instalações Técnicas Secundárias devidamente auditadas e regularizadas pelo ITI, e a atualização dos procedimentos de validação externa de certificados digitais ICP-Brasil.

Segundo a regulamentação, os entes da ICP-Brasil têm até o dia 1º de fevereiro de 2018 para adequarem-se às novas regras. As medidas entrarão em vigor após publicação no Diário Oficial da União – DOU.

Transmissão

A reunião do Comitê Gestor da ICP-Braisl realizada hoje, em Braśília, foi transmitida ao vivo e sua íntegra já pode ser assistida no canal do ITI no Youtube. A retomada das transmissões permitiu que um número expressivo de interessados pudessem assistir em tempo real o debate (447 internautas assistiram ao encontro) e registrar suas opiniões acerca do tema das Instalações Técnicas Secundárias.

 

Fim do conteúdo da página